As métricas equivocadas de sucesso.

Esse tema é sempre muito interessante, quanto mais penso, leio e estudo sobre, mais me convenço que precisamos redefinir alguns conceitos pré estabelecidos. Vamos começar pela definição do que é sucesso, e essa é e precisa ser uma definição pessoal. Não podemos atribuir sucesso apenas à popularidade ou a recursos, relacionamentos, ou seja, um conceito baseado unicamente no ter. Cuidado, fuja dos conceitos prontos e engessados, vivemos a era do conhecimento, exatamente para que tenhamos autonomia sobre algumas definições.

Um ponto relevante que utilizamos sobre sucesso é a forma de medi-lo, número de seguidores e curtidas viraram sinônimos de autoridade e popularidade, mais relevantes que conhecimento e esforço. Além de que nas métricas míopes utilizadas na atualidade, fracasso é um indicador de insucesso, ledo engano. Se analisarmos histórias de pessoas que construíram feitos como Anita Garibaldi, Thomas Edison e tantos outros, veremos que existe algo em comum em suas histórias: todos fracassaram. E pasmem, anos depois ainda os tratamos como construtores de momentos épicos na história da humanidade. O ego da maioria dos humanos não permite admitir que fracassos fazem parte dos resultados, independente do placar final. Mas claro, isso não gera engajamento e talvez não viralize logo….

Então, o primeiro ponto é definir de forma realista, verdadeira e com essência o que é, de fato, sucesso para você. Definição de sucesso está vinculado à capacidade de reconhecer e valorizar seus talentos, que com esforço, viram seus pontos fortes. À medida que você explora seus talentos seus resultados ocorrem com leveza e naturalidade porque seu DNA, seu diferencial está sendo utilizado de forma assertiva e única. Nossos talentos são nossas digitais comportamentais, o que nos confere a condição de sermos ímpares em nossas marcas pessoais. Quer mais sucesso que isso? Ser quem você pode ser, sem forçar engajamento, sem precisar de curtidas, sem buscar notoriedade, porque é fato que quando você explora a sua essência, a consequência é o que muitos desejam forçadamente.

Precisamos de pessoas mais críticas e que sejam capazes de questionar conceitos e métricas que nos rotulam. Precisamos de pessoas que estejam dispostas a entender que o sucesso são ações em que você entende que o resultado lhe trouxe ganhos e êxito, e não simplesmente ego e popularidade. Precisamos de pessoas que influenciem através da utilização de seus próprios talentos, não de copiadores que motivados pela manada, replicam padrões. Precisamos de pessoas que ousem encontrar sucesso dentro de si. Pense nisso!

Voltar

Felicidade no trabalho – é possível?

06 / 02 / 2019

Vivemos na era dos excessos: tecnologia, informação, eventos e com toda essa agitação como ficamos ou melhor como lidamos com alguns sentimentos e emoções? Às vezes a resposta é: não sei, não dá tempo de pensar.

Saiba mais

A coragem de ser imperfeito.

29 / 01 / 2019

Na vida não temos certeza de absolutamente nada, vivemos em um mar de incertezas. Mas quem disse que viver incertezas precisa ser algo negativo?

Saiba mais